25 de set de 2013

Nem a mais profunda escuridão


"Por muitos dias, pensei em trocar o meu nome. Acreditava ter havido algum engano durante o meu batismo. "Eu me chamo Angústia" - pensava. Não via sentido em ser chamado de Luz, pois tudo que eu perseguia era a sombra de algo que jamais esteve lá. Acredite, é impossível procurar algo que a gente não sabe o que é. Eu parei de procurar, e te vi sentada ao meu lado na fila de espera por alguma coisa qualquer. Eu procurava alguma coisa que justificasse todas essas palavras que eu cuspo em todas as direções, sobre uma vida que eu sonhava viver. Nada foi em vão. Hoje sei que nem a mais profunda escuridão vai me impedir de enxergar teu rosto, mesmo com os olhos fechados."
(Lucas Silveira)

Um comentário:

  1. Vi a história das histórias enquanto lia o texto, mas o final me arrebatou de tal forma... que até anotei num canto do meu caderno.

    A incessante e cega busca por aquilo que sempre está à nossa sombra e a revelação ao descobrirmos, que é sempre recompensadora e plena.

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)