22 de out de 2012

Inesperadas




Atiram rosas inesperadas em minhas vidraças. Esclareço então que vim do espinho, que comovido, me abraça. E parto cheia de cicatrizes na alma.
                                                     
                                                       Lídia Martins (Pipa)

3 comentários:

  1. É desse olhar sensível que o mundo carece.

    bjo de luz
    Lilian
    =)

    ResponderExcluir
  2. Que o espinho seja o escudo para suas frágeis pétalas. Sempre poética a Lídia!

    Abraços, Leo

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)