19 de dez de 2011

Pra você...

Eu sei...

"É fácil amar o outro na mesa de bar, quando o papo é leve, o riso é farto, e o chope é gelado.
É fácil amar o outro nas férias de verão, no churrasco de domingo, nas festas agendadas no calendário do de vez em quando.
Difícil é amar quando o outro desaba. Quando não acredita em mais nada. E entende tudo errado. E paralisa. E se vitimiza. E perde o charme. O prazo. A identida...de. A coerência. O rebolado.
Difícil amar quando o outro fica cada vez mais diferente do que habitualmente ele se mostra ou mais parecido com alguém que não aceitamos que ele esteja.
Difícil é permanecer ao seu lado quando parece que todos já foram embora. Quando as cortinas se abrem e ele não vê mais ninguém na plateia. Quando o seu pedido de ajuda, verbalizado ou não, exige que a gente saia do nosso egoísmo, do nosso sossego, da nossa rigidez, do nosso faz-de-conta, para caminhar humanamente ao seu encontro.
Difícil é amar quem não está se amando.
Mas esse talvez seja, sim, o tempo em que o outro mais precisa se sentir amado. Eu não acredito na existência de botões, alavancas, recursos afins, que façam as dores mais abissais desaparecerem, nos tempos mais devastadores, por pura mágica. Mas eu acredito na fé, na vontade essencial de transformação, no gesto aliado à vontade, e, especialmente, no amor que recebemos, nas temporadas difíceis, de quem não desiste da gente." 
Ana Jácomo

11 comentários:

  1. Esse post me lembra quando o padre na igreja católica diz: Na doença, na alegria...
    Acho que é difícil ter consciência. Bjs Cynthia

    ResponderExcluir
  2. APLAUSOS..e por fim...amar não é facil!!!

    XEROOOOOOOOOOOO #AMEII

    cywmara.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. "Difícil amar quando o outro fica cada vez mais diferente do que habitualmente ele se mostra ou mais parecido com alguém que não aceitamos que ele esteja."

    Amar quando tudo é fácil, é fácil.
    Difícil é amar quando é difícil e fica apertado!

    :)

    Adorei.

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Sim... É fato.
    Dificil desafio esse, de despertar o amor q precisa de boa vontade, doação.. Abnegação.

    Belo texto!
    =)

    ResponderExcluir
  5. Difícil mesmo é desistir de amar uma pessoa quando se amou de todos esses jeitos aí. Quando se amou por convicção, por não desistir e se descobriu que ainda assim a pessoa teve coragem de te fazer muuuuito mal. É nessa hora que a gente tem que SE amar, com essa intensidade, com esse vigor e com essa convicção. Beijo enorme.
    Feliz natal e um lindo ano novo =)

    ResponderExcluir
  6. E é nessas muitas vezes , que descobrimos se o "amor" , que dizem sentir (por nós) realmente existe .
    Amor em todos os momentos , de todas as formas ,
    quando mais necessitamos . Isso é amor !

    Beijos :) ótima escolha !

    ResponderExcluir
  7. Ano novo,vida nova. Tempo de avaliar o que passou, para repetir os acertos e corrigir os erros, para perdoar e esquecer tudo que nos magou. É hora de recomeçar, é tempo de parar e refletir. Olhe para o mundo e veja o que existe de bom. Desejo a você um feliz natal e um prospero ano novo, que 2012 traga muita paz, saúde e principalmente amor,são os mais sinceros votos do blog Doce Menina.

    ResponderExcluir
  8. Difícil esperar no (des)espero,isso só vale para quem não dar as costas,para quem não desiste de nós.

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)