2 de jun de 2011

Triste

''-Uma vez, quando era menor ainda do que você, brincava com um espelhinho à beira de um poço da minha casa, eu morava numa fazenda meio selvagem. O poço estava seco e era bonito o reflexo do espelhinho correndo como se fosse uma lanterna pela parede escura, sabe como é, não?
Mas de repente o espelho caiu e se espatifou lá no fundo.
Fiquei desesperado, tinha vontade de me atirar lá dentro pra buscar os cacos do meu espelho. Então alguém - acho que foi meu pai - levou-me pela mão e me consolou dizendo que não adiantava mais nada porque mesmo que eu juntasse, um por um, os cacos todos, nunca mais o espelho seria como antes. Sabe, Virgínia, vejo Laura como aquele espelho despedaçado: a gente pode ir lá no fundo e colar os cacos, mas tudo então o que ele vier a refletir, o céu, as árvores, as pessoas, tudo, tudo estará como ele próprio, partido em mil pedaços.
Veja bem, triste não é o que possa vir a acontecer...a morte, por exemplo. Triste é o que está acontecendo neste instante. Ela tem a cabeça doente, o coração doente...E não há remédio. Só o sopro lá dentro é que continua perfeito como o espelho, antes de cair no chão.''


Lygia Fagundes Telles,Ciranda de Pedra
.

10 comentários:

  1. Eu acredito que todas relações são assim, o primeiro caso é sempre a primeira vez que trinca...

    ResponderExcluir
  2. Vc anda escrevendo pra mim...

    transformei parte do meu ultimo comentario no seu blog em texto e usei a sua citação da Clarice tb. Espero q vc n ache ruim.


    Bj!

    ResponderExcluir
  3. Li,
    depois da primeira trinca,nada é igual... resta apenas eternizar dentro de nós...
    Triste isso..
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. é quase um sopro no coração.

    ResponderExcluir
  5. Emocionou-me, sim... Muito. Estou passando por isso... Sinto isso, e "Laura" é como a pessoa que amo.
    "Veja bem, triste não é o que possa vir a acontecer... a morte, por exemplo. Triste é o que está acontecendo neste instante. Ela tem a cabeça doente, o coração doente... E não há remédio. Só o sopro lá dentro é que continua perfeito como o espelho, antes de cair no chão."
    Sem palavras.

    ResponderExcluir
  6. Renata disse:
    Nooooooossa!
    Este lindo texto descreve bem o que senti ao criar aquele meu último post.

    "...tudo, tudo estará como ele próprio, partido em mil pedaços."

    -É isso mesmo!
    Beijo,Lilian*

    ResponderExcluir
  7. OI Flor! Tem um selinho pra vc la no meu blog, que é o meu primeiro selinho Oficial do Blog e tem um sorteio também, participe! Beijinhos e obrigada por seguir meu blog!

    ResponderExcluir
  8. Lygia Fagundes Telles.... Já li algumas coisas dela. É uma ótima escritora^^

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)