23 de ago de 2010

TALVEZ

Talvez um dia eu seja uma pessoa mais equilibrada. Dessas que não se abalam tanto com os problemas. Que sabem administrar com inteligência a maioria das situações. Mas, por enquanto, confesso que não consigo. Basta uma coisa dar errado para estragar todas as outras. Um desequilíbrio literal. Imagino meu humor como uma pilha de latas em um corredor de supermercado. Estão todas lá: umas em
cima das outras. Organizadas. Alinhadas. Aí vem uma criança teimosa e tira uma das latas de baixo. A do meio! E, em dois segundos, está tudo no chão. Era impossível que continuassem de pé sem aquela lata.
Ando meio triste. Uma criança teimosa passou por aqui um dia desses e levou o que queria.
Tirou uma lata e foi embora. Sei que vou ficar bem. No fim, as coisas sempre se ajeitam. Mas dá um trabalho organizar tudo de novo! Ter de pegar lata por lata e empilhar outra vez... Uma a uma. Bem devagar. Até achar o tal do equilíbrio.
 Eduardo Baszczyn

12 comentários:

  1. Adorei essa definição de equilíbrio!!

    "Era impossível que continuassem de pé sem aquela lata".

    Tem dias que são assim mesmo, passa uma criança teimosa e leva logo a lata do meio!!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Que gostoso ler Eduardo Baszczyn. Parabéns pela postagem...muito bem selecionada e vem a calhar.mil beijos

    ResponderExcluir
  3. Acho essa coisa de equilíbrio meio chato, rs.

    ResponderExcluir
  4. Equilibro depende da pessoa
    !!!
    E do corpo, se quer se entortar basta não querer se levantar...

    ResponderExcluir
  5. E se a gente deixar as latas lá, no chão, jogadas de qualquer jeito? Quem sabe assim alguém tropeça, pára por ali e... Deixa um sorriso!

    :)

    Vai que dá certo?

    Lindo texto, flor!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Faço das palavras de Lívia Azzi as minhas!

    ResponderExcluir
  7. O tal do equilíbrio.. Pois é.
    Muito bonita a postagem flor.
    Beijos ;*

    bellanogueiira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. E a que tiram é sempre a principal.O equilíbrio,quase em um todo.Incrível né?Mas o tempo organiza,Li.

    Um beijo,amiga!

    ResponderExcluir
  9. talvez o desequilíbrio seja bom em certo aspecto: o de nos mostrar que sempre faltará algo, só temos que aprender a viver com isso (:
    lindo blog,
    beijos =)

    ResponderExcluir
  10. É verdade, sempre tiram aquela que é a peça fundamental, e de preferência quando menos esperamos! Mas tudo passa, e assim temos a oportunidade de aprender a organizar...

    ResponderExcluir
  11. Oi....que lindo texto...não conhecia...

    Muito oportuno!

    PRA VC:"Recomeça... se puderes, sem angústia e sem pressa e os passos que deres, nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances não descanses, de nenhum fruto queiras só metade."Miguel Torga

    BJOS!!!

    Zil

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)