24 de jul de 2010

NÓS estamos condenados a amar para sempre.


- Só sei que nós nos amamos muito...
- Porque você está usando o verbo no presente? Você ainda me ama?
- Não, eu falei no passado!
- Curioso né? É a mesma conjugação.
- Que língua doida! Quer dizer que NÓS estamos condenados a amar para sempre?
- E não é o que acontece? Digo, nosso amor nunca acaba, o que acaba são as relações...
- Pensar assim me assusta.
- Porque? Você acha isso ruim?
- É que nessas coisas de amor eu sempre dôo demais...
- Você usou o verbo 'doer' ou 'doar'?
- [Pausa] Pois é, também dá no mesmo..."

(Gian Fabra)

7 comentários:

  1. Que lindo o texto amiga!!!!
    Bjokasss

    ResponderExcluir
  2. E eu acho isso muito bom,
    doendo ou doando!

    Lembrei de Baden Powell
    'se não tivesse o amor,
    se não tivesse essa dor,
    e se não tivesse o sofrer,
    e se nao tivesse o chorar,
    melhor, era tudo se acabar!'

    Beijão em ti Lilian!

    ResponderExcluir
  3. Gostei disso...rsrs...!

    beijos e agradecido pelas visitas ao Rembrandt

    ResponderExcluir
  4. Que post lindo Li!

    Saudade de vc!
    Amo-teeee maninha:)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. caaaaaaaaaramba, que texto perfeito, vou pegar e colocar no meu, e colocarei créditos , beeeijos *-*

    ResponderExcluir
  6. #CheckPoint @Sidney_Vilao: Meus Olhos lacrimejaram de emoção com perfeição desse texto, triste conclusão da verdadeira realidade.
    Que lindo de ser ler, pensar e interpretar

    Vilao do Romance

    http://vilaodeumromance.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)