5 de abr de 2010

Eu nunca digo que vou mudar...

"Eu nunca digo que vou mudar. Eu nunca mudei, e não foi porque eu não quis. É simplesmente porque esse sou eu, e qualquer esforço em não me ser seria, por si só, uma traição. Mesmo que pudesse voltar no tempo, mesmo que pudesse fazer tudo de novo, todas as desventuras que vivi levar-me-iam ao mesmo agora. E eu jamais estive tão apegado ao presente. Jamais estive tão alerta, tão atento, tão sedento pela luz do sol e, principalmente, por essa não-luz da noite, que a muitos assombra e, a mim, inspira. Eu vejo em cada uma dessas esquinas dobradas um novo horizonte, uma nova página para escrever com meus desastrados passos. Quando deito na cama para ler o livro dos meus dias, invariavelmente encontro nas minhas frases sem concordância os maiores acertos. E foi escrevendo um desses parágrafos rasurados que te vi errando também. Mas tinhas a capacidade de escrever sem olhar pras mãos. Olhavas pra mim, do outro canto daquela sala. No entanto, com hercúleo esforço, superei minha curiosidade e todos os meus mais primitivos instintos, para conseguir esperar o forte, intenso e último toque que a tua caneta deu naquela folha branca. Então eu comecei a escrever compulsivamente, extrapolando os limites do papel, riscando mesas, sofás, tapetes, inclusive o chão, até que minha caneta alcançou o teu papel. A página está totalmente em branco, e podemos escrever nela o que quisermos. Mas eu sou ator do tipo que improvisa, e minhas perguntas não se encaixariam nas tuas respostas decoradas. O destino é um conceito que inventaram para que a gente pudesse recostar nossos ombros nas cordas da acomodação, quando, na verdade, dispomos de todos os meios que precisamos para suplantar essas cordas e traçar nosso próprio caminho, rumo a lugares jamais visitados, pagando para isso o preço que for. Eu não deixo minha vida se viver por mim, sozinha. E não há piloto-automático que seja capaz de contornar essas curvas tão fechadas que cortam meus caminhos. Fui eu quem as projetou, justamente para serem assim."

Lucas Silveira.

12 comentários:

  1. Lindo texto, esta se encaixando perfeitamente no meu dia hoje...Parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  2. Engraçado que nas nossas vidas temos planos de ser isso e aquilo, mais tem sempre o destino a nos guiar, quando vemos tudo aquilo que planejamos para sermos mudou tudo..rs, acho que isso q faz a vida surpreendente!
    Um beijo Lilian

    ResponderExcluir
  3. Mudar é difícil,e nunca vai deixar de ser. mas não tentar essa mudança é simples, ao menos que vc esteja enjoado com seu próprio jeito...

    http://guilg7.blogspot.com/

    vlw

    ResponderExcluir
  4. Interessante a colocação das suas palavras, vim e gostei do que vi muito cativante seucantinho seja bem vinda, espero em meus blogs sua visita e em breve meu holl seguidores tbm bjx de anjo

    Marquinhos

    ResponderExcluir
  5. A gente faz planos, tenta e nem sempre conseguimos algumas coisas.
    Mas vamos continuar tentando, não é?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Lucas um mestre, mais um texto lindo.
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  7. A maioria das mudanças começam primeiro em nossas mentes pois a mente te transporta para todos os lugares e de todas as formas...

    Obrigado pela visita!

    Valeu

    ResponderExcluir
  8. quando encontra-se uma saída, alguém vem e a fecha sem piedade =/

    ResponderExcluir
  9. Claro que não Lilian querida!
    Fique sempre a vontade!

    ResponderExcluir
  10. O destino é isso, traçarmos o nosso próprio caminho...

    Bjito directamente da Lua

    ResponderExcluir
  11. Se for mudar, que seja devagar,
    beeeem devagar, que é pra lembrar
    o caminho de volta.

    Beijoss!

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)