7 de mai de 2012

E no cotidiano...

(...)É preciso entender que cada um se manifesta de maneira diferente diante daquilo que sente e que podemos nos posicionar e aceitar sem compreender, mas nos blindar de qualquer coisa que diminua nossa vibração energética ou atinja a nossa espiritualidade.
Aceito estar vulnerável para o amor, para a entrega ao desconhecido, para o mergulho no pré-sentimento bom. Mas não admito que o Outro tenha poder para me ferir, pois conheço minha Força... E, no meu cotidiano, toda a minha ocupação está na minha vontade de ser melhor, estar feliz e poder estender a mão quando tiver algo a oferecer...

Marla de Queiroz

3 comentários:

  1. Os nossos sentimentos são imprevisíveis.

    ResponderExcluir
  2. Oh yeah!!! Se entregar, mas sem perder a força!!!

    Tem postagem nova no Meu Canto...

    xD

    ResponderExcluir
  3. A entrega ao desconhecido deve existir, mas nunca o medo. Beijo!

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)