30 de ago de 2011

Penny


13 comentários:

  1. Lilian, que delícia de espaço! Quanta coisa boa para se ler.
    Adorei.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. "...Você nasceu pra ser espinho e eu cicatriz."Perfeitas palavras. Identificação total com o poema...Ótima escolha, Lilian!Te convido a visitar meu mais novo espaço...Te espero lá!

    Abraços

    psrecuerdame.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Own *_* Que fofo, achei tão verdadeiro!
    Pode deixar que quando encontrar este lugar te aviso okay?
    Volte sempre, BEIJOS!

    ResponderExcluir
  4. Profundo...
    Gostei demais! Eu também não sinto que sou uma "Peça" que se encaixe nesse mundo tão inóspito... Sinto-me essa alma inacabada, sem muros, sem lugar, sem teto...

    ResponderExcluir
  5. É uma lucidez que incomoda, uma visão que fere, tudo muito sábio e bonito. Gostei.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Espinho e cicatriz, que lindo!!
    Beijos, Lilian!

    ResponderExcluir
  7. Adoooorei! Muito bom gosto, vi seus outros posts sao ótimoos! e eu nao poderia passar por aqui sem seguir *_*

    se possivel me faça uma visitinha e se desekar segue la: http://dalila-maite.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. *-*
    Completude dolorosa...

    *No face e no blogger mato minhas saudades das tuas escolhas...

    Beijo Li!

    Renata

    ResponderExcluir
  9. Lindo e a vida é cheia de cicatrizes...

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)