2 de mai de 2011

Carta ao Senhor Futuro

Prezado Senhor Futuro,
Com a minha maior consideração

Estou lhe escrevendo esta carta para pedir-lhe um favor. O senhor saberá desculpar-me o incômodo. 

Não, não tema, não é que queira conhecê-lo. O senhor há de ser muito solicitado, haverá tanta gente que quererá ter o prazer; mas eu não. Quando alguma cigana me toma a mão para ler-me o porvir, saio correndo em disparada antes que ela possa cometer tal crueldade.

E, no entanto, você, misterioso senhor, é a promessa que nossos passos perseguem querendo sentido e destino. E é este mundo, este mundo e não outro mundo, o lugar onde o senhor nos espera. A mim e aos muitos que não acreditamos nos deuses que nos prometem outras vidas nos mais longínquos hotéis de Mais Além.

E aí está o problema, senhor Futuro. Estamos ficando sem mundo. Os violentos o chutam, como se fosse uma bola. Jogam com ele os senhores da guerra, como se fosse uma granada de mão; e os vorazes o espremem, como se fosse um limão. A este passo, temo, mais cedo do que tarde, o mundo poderá ser não mais do que uma pedra morta girando no espaço, sem terra, sem ar e sem alma.

Disso se trata, senhor Futuro. Eu lhe peço, nós lhe pedimos, que não se deixe desalojar. Para estarmos, para sermos, necessitamos que o senhor siga estando, que o senhor siga sendo. Que o senhor nos ajude a defender a sua casa, que é a casa do tempo.

Quebre-nos esse galho, por favor. A nós e aos outros: aos outros que virão depois, se tivermos depois.

Saúda-te atentamente,

Um Terrestre



Eduardo Galeano

11 comentários:

  1. Que texto lindo. O futuro que se prepare, a humanidade lá vai ladeira abaixo. rs

    Amei o seu blog.

    Beijos

    aencantadoradepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!!

    muito bacana mesmo esse texto que você postou. Queria poder encontrar-me com esse tal de futuro para dizer-lhe umas verdades.

    Obrigado pela visita lá no meu canto. seja sempre bem vinda por lá.

    um carinho sempre.
    Mell

    ResponderExcluir
  3. Quando alguma cigana me toma a mão para ler-me o porvir, saio correndo em disparada antes que ela possa cometer tal crueldade.

    Não gosto de ciganas ... Gostei do texto.

    ResponderExcluir
  4. Que lindo! O Eduardo Galeano É essa pessoa linda! Que escreve essas coisas divinas.

    Milhoes de beijos

    ResponderExcluir
  5. Um texto bastante reflexivo, todos deveriam escrever uma carta para este senhor.

    Beijos da Flor

    ResponderExcluir
  6. Renata disse:
    Tomara que ele escute!
    Precisamos que ele quebre esse galhão.

    :)***

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)