26 de mar de 2011

Das pequenas coisas

Aprendo com abelhas mais do que com aeroplanos. É um olhar para baixo que eu nasci tendo. É um olhar para o ser menor, para o insignificante que eu criei tendo. O ser que na sociedade é chutado como uma barata - cresce de importância para o meu olho. Ainda não entendi por que herdei esse olhar para baixo. Sempre imagino que venha de ancestralidades machucadas. Fui criado no mato e aprendi a gostar das coisinhas do chão - antes que das coisas celestiais.
Pessoas parecidas de abandono me comovem: tanto quanto as soberbas coisas ínfimas.


Manoel de Barros

6 comentários:

  1. Que texto lindo LiLi!!!
    Adoro Manoel de Barros...
    beijos flor

    ResponderExcluir
  2. Renata disse:
    Adorei a grandeza dessa simplicidade.

    "Há tanto para receber ao olhar as pequenas coisas e para as pessoas simples e boas!Há tantas surpresas e tantos milagres para descobrir de olhos abertos ou fechados!"
    (Phil Bosmans)

    *Hey Lilian,que bom que estás nos seguindo!
    Estaremos sempre por aqui,ok?!
    :) Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Céus, se Manoel de Barros falar de culinária, ainda assim ele me dói.

    ResponderExcluir
  4. Pode pegar, nem precisa pedir.
    Beijão =*

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)