13 de ago de 2010

Gangorra

e do outro lado,sempre alguém mais leve.olhando de cima,
com as mãos na barra.sorriso no rosto.e você do lado oposto.
afundado.sapatos sujos de terra.joelhos arranhados no chão.embaixo.
sempre descido na outra extremidade do brinquedo.querendo saber 
o que carrega de tão pesado assim por dentro.
Eduardo Baszczyn,

14 comentários:

  1. E eis que o impulso se inverte quando nos desprendemos do chão!!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Acho que estou 'do lado oposto'.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  3. Adoro seu espaço sabia..Aliás você anda sumida do Rembrandt

    BJ

    ResponderExcluir
  4. Oi...

    Muito interessante o texto...

    Reflexivo....gostei!

    bjo!

    Zil

    ResponderExcluir
  5. Oiie, tenho um selo para você no meu blog,
    passa lá,
    http://gikastella.blogspot.com/

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Acho que a gente precisa aprender com quem está no lado de lá... Belo post! ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Interessante... cheguei aqui quase que por acaso... mas não foi por acaso que eu fiquei e me encantei... lindo... doce... embreagante... E geralmente eu peço bebidas assim... "Sem gelo, por favor" ... mas amor principalmente... "sem gelo!!"
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Lindo, muito lindo!
    Beijos ;*

    bellanogueiira.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)