26 de ago de 2010

ELE

Foi ele quem envenenou sua bebida.Duas gotas misturadas a dois dedos de vinho no fundo do copo.Foi ele quem te quis assim,encolhida sobre o tapete,sentindo o frio entrar por debaixo da porta.Foi ele.Ele quem cortou seus pulsos,antes de ir embora vendo o sangue manchar seu vestido e escorrer até os espaços entre as madeiras no chão.Foi ele quem tirou sua comida.Levou sua água.Fechou as cortinas pra que ficasse escuro.Sem luz.Foi ele quem te quis assim,quase morta.Mas você é teimosa. Você não apodrece.
Eduardo Baszczyn,

7 comentários:

  1. Um pouco de teimosia é essencial para (so)breviver.

    ResponderExcluir
  2. a persistencia sempre leva a perfeiçao.

    ResponderExcluir
  3. Teimosia faz parte :*
    Beijocas pra ti, trigêmea!

    ResponderExcluir
  4. lembrei de um fragmento da Martha Medeiros que quer dizer basicamente a mesma coisa: " não há aderência em gente que teima"

    ResponderExcluir
  5. "Quando estamos fracos,é que somos fortes..."

    Né?
    É questão de manter a cabeça erguida,Li.

    Amo você,amiga ~♥

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)