30 de jun de 2010

A vida chega quando você sorri


Eu me sentia meio idiota toda vez que me deparava contigo sorrindo pra mim. E mais idiota ainda, por saber que eu era totalmente dependente dessa situação. Tentei entender o porquê de eu gostar de você, você gostar de mim, e não estarmos juntos. Claro... Claro, um dia todo mundo cai na real, existem tantas formas de gostar, não é? O que eu sentia felizmente ou infelizmente era o resultado da soma do que tu sentia vezes todos os segundos do dia. Ou seja, o que eu sentia por ti era infinitamente maior do que o que tu sentia por mim. De volta ao mundo real. Fui longe, voltei, sai, voltei, te quis, voltei, cansei, voltei... Pra nunca te abandonar. Isso era um clichê estúpido e cansativo já. Tenho que confessar que às vezes tenho um pensamento egoísta, só falo sobre o que eu sinto. Mas eu sou isso sim, alias, todos são. Pra fugir um pouco do comum então, me conta alguma coisa do teu dia, em especifico como tu te sente quando fecha os olhos e te depara sozinho, sem ninguém com quem contar.
Larissa Miranda
PS
"Furtado" carinhosamente de um dos blogs mais queridos por mim:Mais amor,por favor!

13 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ah, mas a coisa mais comum a toda gente é sentir-se idiota por ganhar sorrisos de quem se tem na alma! ~
    Tentar entender é só uma tentativa mesmo. A gente apenas sente. Tentamos evitar sentir, às vezes, mas... a gente apenas sente!
    E falar sobre o que se sente, muitas vezes é falar o que o outro sente. Mas não é egoísmo não, dona moça. Na verdade, é uma maneira do outro ver que quando nos deparamos sozinhos somos mais parecidos do que pensávamos. <3

    Beijos#

    ResponderExcluir
  3. Tem tanta coisa que eu não entendo, amiga! É de se sentir meio idiota mesmo.

    :)

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Tem coisas que por mais que tentemos, nao conseguiremos entender pos estas não são para ser entendidas, são para infelizmente serem somente vividas!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Ai menina, ando tão tristinha tb!

    Minha net tá ruim, desculpa a ausência por aqui!

    bjos querida

    ResponderExcluir
  6. Lilian, eu gostei do texto da Larissa Miranda. Pareceu-me muito sincero e intimista.
    Quero dizer também que por causa do seu comentário eu decidi mudar o nome da minha última postagem, que por sinal possuía não um nome, mas algo provisório até que surgisse um nome de verdade. Pois bem, obrigado pelo nome da minha postagem.

    Abração do Jefhcardoso

    ResponderExcluir
  7. E quem nunca se sentiu "idiota" assim? Ainda mais por um sorriso que a gente tanto quer rs
    Bjoo

    ResponderExcluir
  8. O sorriso sempre faz toda a diferença né???

    passa lá no meu blog?

    www.vivahbem.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. (in)Felizmente, isso era tudo o que eu precisava ler hoje. Obrigada por proporcionar sempre ótimas letras :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Vejo Lilian' que a tristeza está rondando a maioria... Dê nós!
    E como você se deparar com um quebra-cabeça com várias peças jogadas pelo chão!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  11. Que lindo! Posso furtar também?1
    kkkkkkkkkk!
    Beijocas, :***

    ResponderExcluir
  12. Muito lindo essse texto da Lari.

    *.*
    adorei o blog!
    bj!

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)