19 de jun de 2010

Durante o sono elas não sentiam o aço frio da tesoura.


“O jardineiro só colhia as rosas ao anoitecer porque durante o sono elas não sentiam o aço frio da tesoura.
Uma noite ele sonhou que cortava as hastes de manhã, em pleno sol, as rosas despertas e gritando e sangrando na altura do corte das cabeças decepadas.
Quando ele acordou, viu que estava com as mãos sujas de sangue.”
Lygia Fagundes Telles

Imagem foi presente da Patty ! (L)

20 comentários:

  1. nossa... fiquei pensando no desespero dela, mas o seu texto tem uma reflexão muito interessante.. bjos!

    ResponderExcluir
  2. Interessante reflexão sobre varias coisas que devemos fazer nas horas certas...

    bjs e obrigado pelo carinho de seguir o trem da morte...rs..

    ResponderExcluir
  3. Nem nos sonhos??
    Como não ter paz nos sonhos se é eles que nos alimentam para enfrentarmos nossas adversidades...
    Bjs
    Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Interessante proposta de reflexão... Obrigado por compartilhar esse trecho da Lygia, não o conhecia!

    ResponderExcluir
  5. Nossa... adorei esse texto da Lygia..
    Nossa.. bem tocante!
    Beijinhus intensamente doce! ;*

    ResponderExcluir
  6. Nossa!!

    bem interessante isso. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Fiquei sem palavras...

    Senti saudades daqui, Lilian.
    um grande beijo ;*

    ResponderExcluir
  8. Nossa, Lílian, tadinhas das rosas...

    :(

    Saudades ( ♥ )

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Uau.É um texto que nos faz parar pra pensar...
    Muito interessante. Querida,tenho um selo pra vc,dá uma passadinha pra ver.Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Uau... me fez arrepiar. Adorei o template novo.

    ResponderExcluir
  12. "Durante o sono elas não sentiam o aço frio da tesoura"

    A realidade(assim crua),fere.

    Amiga,adorei ver a bonequinha aqui ~ ♥)
    Te amo!Beijos :)

    ResponderExcluir
  13. Ligia e seus absurdos de ser. Adoro!

    beihos

    ResponderExcluir
  14. Nossa Lilian muito lindoo

    To de caraa, coitada das rosinhass

    Beijoo

    ResponderExcluir
  15. Linda escolha de palavras!

    Amei :)

    Passa no meu também:
    http://meencante.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  16. Sempre recortando belos fragmentos

    Lindo post

    Abraço e agradecido pelas visitas ao Rembrandt

    Aliás parabéns pela nova roupagem do seu espaço, fiquei bem legal!

    ResponderExcluir
  17. Achei lindo seu blog..do layout até os posts..pequenos mas sensíveis e inteligentes! Bela citação de Lygia! E que foto mais linda e fofa gente!Amei conhecer seu espaço.. Beijinhos ;-)

    ResponderExcluir
  18. Lilian ate que enfim te encontrei, vim agradecer aqui pelas otimas risadas, suspiros, "faces curiosas" entre outras coisas que voce me proporcionou ao ler o livro rsrs

    Eu trabalho em uma livraria e dentre varios exemplares seu livro caiu na minha mao eu dei uma rapida lida e quem disse que depois da 5 pagina eu conseguia largar? Entre um cliente e outro eu ia lendo e rindo e chamando atenção dos meus amigos, poxa valew mesmo. Ah sera que havera mais aventuras da marina??!!! bjão

    Otimo texto que voce publicou, vou ira fã do blog.
    bjo

    ResponderExcluir
  19. Lilian querida, então tu gostas de bonecas? que legal! eu adorei as fotos, uma sensibilidade incrível!
    o texto então nem se fala, belo fragmento.
    sabes que estimo muito o teu canto e tua amizade, mesmo sem conhece-la pessoalmente.
    seria bem legal fossemos todos da mesma cidade, fariamos um encontro dos blogueiros periodicamente. :)

    Mil beijos!

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)