1 de out de 2009

Moça:




Não estou falando de um mundo cor-de-rosa
ou de pessoas perfeitas, sempre prontas para nos acolher, amar, caminhar ao nosso lado.
Não falo disso, mas da tristeza nos olhos de quem vira as costas e a gente não vê.
A beleza por dentro de um peito encouraçado que a gente não sente.
A solidão de quem afasta um amor e se deita em camas tão frias.
É do instante quando os olhos se perdem no nada e nenhuma mentira é capaz de enganar si mesmo.
É desse instante solitário, desse instante sem abraço,que eu digo.
Todo mundo vai virar as costas ou dizer
que merece coisa melhor ou debochar das mentiras que eles contaram...
mas a gente pode sempre voltar e acolher com amor, ser os primeiros a começar.
Afinal, se a hostilidade do mundo despertar a nossa,
quem vai ser o primeiro a sorrir?

Rita Apoena

4 comentários:

  1. Meu anjo, conheci Rita Apoena atraves de vc, lembra? Um texto mto legal q tu tinha colokdo no teu perfil do orkut.
    Esse texto, como a maioria dos textos dela, nos leva a uma reflexaum interessante e q, algumas vzs, pode mexer bastante com nossa maneira de ver a vida e das atitudes q custumamos tomar a respeito de algumas situacoes problematicas.
    O desfecho eh a base deste texto
    "Afinal, se a hostilidade do mundo despertar a nossa, quem sera o primeiro a sorrir?"
    Naum haveria mais sorrisos.
    Bjos
    Como sempre teu blog tah lindo.

    ResponderExcluir
  2. Desculpa!!não li to sem tempo mas é q tem selinho pra vc no meu blog!!

    ResponderExcluir
  3. Um texto e tanto!!
    Pois é Lilian...quem vai ser o primeiro a sorrir?
    Com tanta hostilidade as vezes é difícel dar o primeiro passo e acolher novamente com amor, beleza rara isso...
    Caramba, acho que cada palavra desse texto me fez travar, é muito lindo e é pr refletir mesmo viu?
    Bjs menina delicada!!

    ResponderExcluir

Agradecemos a preferência.Volte sempre ! :)